Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PROSTATECTOMIA RADICAL ROBOTICA COM USO DE TRES PINÇAS: RESULTADOS ONCOLOGICOS E FUNCIONAIS INICIAIS.

Resumo

Introdução: O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum homens. Estima-se que os custos relacionados nos Estados Unidos atinjam 19 bilhões de dólares ao ano, sendo a cirurgia o principal responsável. A prostatectomia radical assistida por robô se mostra cada vez mais utilizada, correspondendo a mais de 90% das cirurgias realizadas nos EUA. No Brasil, um dos principais fatores limitantes para o crescimento desse tipo de procedimento é o acesso à tecnologia e os custos diretos relacionados.
Objetivos: Apresentar resultados peri-operatório, oncológicos e funcionais da modificação técnica de prostatectomia radical assistida por robô com uso de 3 pinças.
Métodos: Série de casos prospectiva incluindo 69 pacientes submetidos à prostatectomia radical assistida por robô, realizada por um único cirurgião (J.P.M), de janeiro de 2018 a abril de 2019, utilizando técnica modicada com uso de 3 pinças robóticas. Foram avaliados tempo de cirurgia, sangramento intra-operatório estimado e tempo de internação hospitalar. As complicações foram graduadas pela classificação de Clavien-Dindo. Os resultados funcionais foram avaliados pela taxa de incontinência urinária e potência sexual. Os resultados oncológicos avaliados pela taxa de margens positivas e sobrevida livre de recorrência bioquímica.
Resultados: O tempo cirúrgico médio foi de 132 min. O volume médio de sangramento intra-operatório estimado foi de 255 ml. Nenhum dos pacientes necessitou de transfusão sanguínea. O tempo médio de internação hospitalar foi de 1 dia, sendo que apenas 8 pacientes permaneceram internados por mais tempo, nenhum por mais de 48h. A continência foi alcançada 81,5% dos pacientes nos primeiros 30 dias. Apos 60 dias da cirurgia 55% pacientes estavam potentes, e dos pacientes com mais de 6 meses de acompanhamento, 78% relatam relações sexuais satisfatórias. Apenas dois pacientes (2,9%) tiveram complicações Clavien-Dindo grau 3. Recorrência bioquímica ocorreu em 2 pacientes. A taxa de margem cirúrgica positiva foi de 7,2% nos casos de doença pT2.
Conclusões: A prostatectomia radical assistida por robô realizada com três pinças apresenta resultados cirúrgicos, funcionais e oncológicos satisfatórios, semelhantes à cirurgia realizada com 5 pinças quando realizadas por cirurgião experiente. Mostra-se como a uma opção mais econômica, sem prejuízo ao tratamento do câncer de próstata, tornando-se uma alternativa para a disseminação da cirurgia robótica em países emergentes.

Palavras Chave ( separado por ; )

prostatectomia radical; cirurgia robótica; câncer de próstata; custos

Área

Uro-oncologia

Instituições

HOSPITAL MILITAR DE AREA DE SAO PAULO - Sao Paulo - Brasil, HOSPITAL MORIAH - Sao Paulo - Brasil

Autores

JOAO PADUA MANZANO, TIAGO CYRILLO DEVITTE, RAFAEL TSUTOMU MARTINS YADOYA, THAINÃ OLIVEIRA AZAMBUJA, DAVI SOUZA CONSTANTIN, DANIEL LUIZ PAULILLO, FREDERICO TEIXEIRA BARBOSA, JOSE RICARDO CRUZ SILVINO, FABRIZIO MAGALDI MESSETTI, RICARDO LUIS VITA NUNES