Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

O MANEJO NOS CASOS DE ESCROTO AGUDO EM UM PRONTO SOCORRO DE REFERENCIA NO SUL DE MINAS GERAIS: 10 ANOS DE EXPERIENCIA

Resumo

Introdução: A dor escrotal aguda é causa comum de emergência urológica. De acordo com a literatura, é de extrema importância que o tempo decorrido entre a apresentação do quadro até que seja instituído o correto tratamento, seja o menor possível. Objetivos: Fornecer dados sobre a doença em um hospital de referência regional do Sul de Minas Gerais, no intuito de identificar a faixa etária mais acometida, e a relação entre o tempo de início dos sintomas, métodos propedêuticos e desfecho final afim de nos alertar sobre as estratégias eficazes para detecção e tratamento precoces, evitando a perda testicular. Método: Trata-se de um estudo documental, retrospectivo, observacional e descritivo, com amostragem não-probabilística e/ou intencional de 37 prontuários, realizado no Hospital Escola de Itajubá, em pacientes diagnosticados com torção testicular que foram abordados cirurgicamente no período entre janeiro de 2007 e dezembro 2016. Resultados: Foi evidenciado em nosso serviço que a torção testicular prevalece na faixa etária acima dos 16 anos (62,16% casos), que o USG com Doppler quando realizado e mostra fluxo sanguíneo no testículo acometido infere em uma taxa de 60% de chance de preservação da gônada. Além disso, quando um testículo é abordado cirurgicamente em até 12 horas após o início dos sintomas a chance de preservação é de 57,14%, contra apenas 4,3% após o mesmo período. Conclusão: Observamos que homens acima dos 16 anos são os mais acometidos pela torção testicular. Foi evidenciado o papel fundamental da presença de fluxo arterial testicular no Doppler bem como o tempo de evolução entre o início do quadro e a instituição do tratamento cirúrgico para a preservação testicular.

Palavras Chave ( separado por ; )

escroto, torção testicular, ultrassonografia

Área

Transplante Renal / Miscelânea

Instituições

Faculdade de Medicina de Itajubá - Minas Gerais - Brasil

Autores

RODRIGO TEIXEIRA SINISCALCHI, André Augusto Ferreira Fecchio, João Paulo Campos Pantano Zuaiani