Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

EFEITO DO SOBREPESO E OBESIDADE NOS DESFECHOS CLINICOS DE FERTILIZAÇAO IN VITRO.

Resumo

Introdução: A obesidade é um fator de risco conhecido para infertilidade e para desfechos adversos na gravidez; no entanto, faltam dados consistentes sobre seu impacto nos resultados de fertilização in vitro (FIV). Objetivo: Comparar os resultados da estimulação ovariana e desfechos gestacionais entre pacientes com sobrepeso e obesidade, submetidos à FIV. Métodos: Estudo retrospectivo de caso-controle realizado em uma clínica de reprodução assistida no sul do Brasil. Um total de 117 ciclos de FIV foram analisados, referentes ao período de 2013 a 2018. A amostra foi dividida em dois grupos: 1) pacientes com índice de massa corporal (IMC) <30 Kg/m² (n = 84) e 2) pacientes com IMC≥30 Kg/m² (n = 33). Resultados clínicos incluindo taxa de gravidez, número de oócitos aspirados, número de oócitos maduros, idade gestacional e peso ao nascer foram comparados entre os grupos. Variáveis categóricas foram expressas em porcentagem e comparadas com o teste qui-quadrado. As variáveis quantitativas foram comparadas utilizando os testes t Student ou Mann-Whitney de acordo com a distribuição, considerando p < 0,05. Resultados: Ao comparar o grupo 1 e 2, foram encontrados: idade materna (35,8 ± 3,3 vs. 34,6 ± 4,0, p = 0,10); Nº total de oócitos aspirados (OA) (8,5 [5-12] vs. 9 [4-13],p>0,05); Nº de oócitos maduros (MII) (6 [4-8] vs. 7 [4 - 9,5], p>0,05); Taxa de maturação oocitária (MII/OA) (80% vs. 60%, p=0,002); Taxa de gravidez clínica (39,3% vs. 27,3%, p=0,22); Idade gestacional no nascimento (37,4±2,1 vs. 37,0±2,4 semanas, p=0,65); Peso ao nascimento (gestação única ou primeiro gemelar, se gêmeos) (3048,4±612,4 vs. 2759,4±769,4 , p=0,32). Conclusões: As taxas de gravidez de mulheres obesas são menores do que nas mulheres com sobrepeso, porém sem diferença estatística. No entanto, os dados mostram que pacientes obesas têm uma taxa de maturação oocitária significativamente menor, sugerindo pior resposta na estimulação ovariana em comparação às pacientes com sobrepeso.

Palavras Chave ( separado por ; )

obesidade; fertilização in vitro; maturação oocitária

Área

Infertilidade

Instituições

Fertilitat - Centro de Medicina Reprodutiva - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Victória Campos Dornelles , Vitoria Bittencourt Antunes, Alexandre Vontobel Padoin , Marta Ribeiro Hentschke, Bibiana Cunegatto , Vanessa Devens Trindade Trindade, Talita Colombo , Álvaro Petracco , Claudio Telöken, Mariangela Badalotti