Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE COMPARATIVA ENTRE AS DIFERENTES ABORDAGENS CIRURGICAS PARA PROSTATOVESICULECTOMIA RADICAL, COM ENFASE NAS MARGENS CIRURGICAS

Resumo

Introdução:
A prostatovesiculectomia radical (PR) é atualmente um dos principais tratamentos para o câncer de próstata localizado. No entanto, a escolha da técnica cirúrgica depende de variáveis como estadiamento, características do paciente, experiência do cirurgião e tecnologia disponível. Este artigo compara as técnicas através da avaliação das margens cirúrgicas.
Objetivo:
Avaliar a presença de margens cirúrgicas positivas em PR realizadas por diferentes técnicas cirúrgicas.
Métodos:
Realizada análise retrospectiva dos laudos histopatológicos de 361 pacientes submetidos à PR, no Hospital Universitário Pedro Ernesto, por residentes sob supervisão de stafss. Foram coletados dados referentes às margens vesical, uretral e circunferencial das peças cirúrgicas pelas técnicas videolaparoscópica, retropúbica e perineal.
Resultado:
Foram realizadas 303 PR por via retropúbica (84%), 50 PR por via laparoscópica (14%) e 8 PR por via perineal (2%). Do total de pacientes, ocorreu o comprometimento da margem vesical em 32 casos (8%), comprometimento da margem uretral em 89 casos (25%) e comprometimento da margem circunferencial em 109 casos (30%). A presença de ao menos uma margem comprometida foi verificada em 18 casos de PR por via laparoscópica (36%), em 3 casos por via perineal (37%) e em 118 casos por via retropúbica (39%).
Discussão:
A técnica cirúrgica a ser adotada frente ao câncer de próstata deve levar em consideração diversos aspectos. A escolha adequada da técnica pode interferir diretamente na morbidade do tratamento, assim como no controle oncológico do paciente. A presença de margens cirúrgicas comprometidas varia de 11 a 50% na literatura, de acordo com o estadiamento, escore de gleason, técnica utilizada e experiência do cirurgião. A incidência observada em nossa série pode representar o perfil dos pacientes operados, muitos com doença localmente avançada, assim como do aspecto acadêmico da instituição, onde as cirurgias são realizadas por residentes em treinamento, sob supervisão de staffs experientes.
Conclusão:
O comprometimento de ao menos uma margem cirúrgica é um evento comum, sendo a margem circunferencial a mais frequentemente comprometida. Em nossa análise, a abordagem por via laparoscópica foi associada as menores taxas de comprometimento de margens cirúrgicas.

Palavras Chave ( separado por ; )

câncer de próstata; prostatovesiculectomia; margens cirúrgicas

Área

Uro-oncologia

Instituições

Universidade Estadual do Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

Raphaela de Almeida Gazzoli, Marina Carriello Mululo, Thales Mendes Miranda, Caio Henrique Lucio Carrasco, Juan Pablo Suarez Barberan, Henrique Alvez Machado, Rui Teofilo Figueiredo, Ronaldo Damiao